A Oitava Era – Gifeahn

“Maus fígados, é? Olha, tenho a quem sair. É o que dizem, pelo menos…”

De todas as raças, a que melhor e maior proveito tem tirado dos tempos de discórdia em que vivemos – ou, pelo menos, a que mais tem prosperado com eles – são, sem dúvida, os eahanoir. Com a astúcia e artimanha que lhes são sobejamente conhecidas, bem como o encanto negro que ambos os seus sexos sabem exercer sobre incautos e avisados em igual medida, souberam cair nas boas graças das sitiadas cortes dos reinos humanos e nos círculos internos dos conselhos-sombra. Isto porque a reputação traiçoeira e sorrateira que os precede não mais representa um entrave, não numa altura de convulsões sociais em que a luta pelo poder se faz às claras. Ao fim e ao cabo, a incógnita de uma possível faca no escuro é preferível à certeza de uma espada em que reluz o sol…

Cūniad Ērcanred, enviado namuriquano na Latvonia

This entry was posted in Allaryia. Bookmark the permalink.