Actualização e nova entrevista

Findos mais um par de meses de silêncio de rádio – esse desagradável hábito que pareço ter dificuldades em largar – eis-me de volta para anunciar que A Oitava Era está a andar bem, agora que consegui por fim escrever o Prólogo. Foi mais difícil do que pensei, porque havia que recapitular o essencial dos últimos sete livros, mas fazê-lo de uma forma um pouco mais orgânica e menos expositiva que o Prefácio d’A Manopla.

Depois dele, já escrevi dois outros capítulos, em que levo já 16 horas de edição e pouco mais de 19000 palavras escritas, números que espero que façam parecer mais impressionante tão modesto rendimento (para quem vinha habituado a escrever quatro a oito páginas por dia). Enfim, lá chegarei. Em todo o caso, posso afiançar que os companheiros estão bem e recomendam-se, e que os filhos deles poderão vir a tornar-se novos favoritos, mas isso vocês, leitores, logo me dirão.

Entretanto, fui entrevistado pelo blogue Caca Gambuzinos. Dêem lá um salto, se tiverem curiosidade em ler uma história que o meu agente provavelmente me teria recomendado que eu não contasse, se tivesse um.

This entry was posted in Allaryia, Entrevistas. Bookmark the permalink.