Napeiro

Dorminhoco, indolente. Agora que o calor começa aos poucos a apertar, pareceu-me apropriado desenterrar esta palavra de origem obscura, mas que, por coincidência (?), nos faz pensar em sestas em inglês.

O dragão levanta voo

Oficialmente, isto é. A tal outra oportunidade que referi na anterior entrada relativa ao Dragomante concretizou-se, e o projecto pode ir em frente. Ainda vamos discutir as vantagens adicionais que um hipotético financiamento colectivo poderia trazer, mas o Manuel já está a dar ao pulso para que possamos lançar o livro o quanto antes. Quem …

O dragão levanta voo Ler mais

À minha maneira

Hoje gastei boa parte do dia a configurar um programa de tradução assistida por computador, porque tenho na calha umas oportunidades profissionais que assim o requerem. E tive de o configurar, porque uso Linux em vez de Windows. E porque gosto de ter o meu Linux à minha maneira, em vez de aceitar as coisas …

À minha maneira Ler mais

Célia Loureiro

A Célia Loureiro não tem papas na língua, não papa grupos e não deixa que lhe comam papas na cabeça. Talvez por intolerância à lactose, ou talvez por ter de facto opiniões e não ter medo de as partilhar, como não se coíbe de o fazer naquela que talvez seja a mais controversa entrevista deste …

Célia Loureiro Ler mais

Azoinar

Fazer zunzum aos ouvidos. Porque chegou aquela altura do ano, e elas já «andem» aí. Não me importo que me piquem; suguem-me o sangue, deixem-me com babas, estejam à vontade. Só não me azoinem, que não há nada pior que alguém deitar-se tarde e querer acordar mais cedo, só para sair de sobressalto da cama …

Azoinar Ler mais